Guia para o Caminho Português de Santiago

515

banner_caminho
O caminho Português de Santiago é certamente a melhor opção para um português ou brasileiro que queira peregrinar a Santiago de Compostela. Todo o caminho está repleto de marcas que os nossos antepassados que peregrinaram ao túmulo do apóstolo foram deixando ao longo do trajecto.

Percorri este caminho a partir da cidade do Porto em Maio de 2009, e em resultado disso tenho alguma informação dispersa pelo site. Vou tentar criar aqui uma página que permita um mais fácil acesso a essa informação, para todos aqueles que querem seguir o Caminho.

Não vai encontrar aqui um guia exaustivo do caminho de Santiago, mas sim pequenas páginas com o essencial que fui recolhendo ao longo da minha peregrinação.

Veja um “cheirinho” do que o pode esperar à chegada a Santiago:

Breve história

Tudo começou no século IX, com a presumível descoberta do túmulo do apóstolo Santiago na Galiza. Segundo a tradição medieval, o eremita Paio alertado por luzes nocturnas, que se produziam no bosque de Libredão, avisou o bispo de Iria Flavia, Teodomiro, que descobriu os restos de Santiago Maior e de dois dos seus discípulos, no lugar que posteriormente se levantaria Compostela, topônimo que poderia vir de Campus Stellae, isto é “campo de estrelas”, ou mais provavelmente de Composita Tella, “terras bem ajeitadas”, eufemismo de cemitério.

Peregrinos a caminho de Santiago
Peregrinos a caminho de Santiago

A descoberta propiciou que Afonso II das Astúrias, fizesse uma peregrinação que anunciou no interior do seu reino e no exterior, a um novo lugar de peregrinação da cristandade num momento em que a importância de Roma decaíra e Jerusalém não era acessível por estar em poder dos muçulmanos.

Em 1325, após a morte de D. Dinis, a rainha Santa Isabel peregrinou a Santiago, seguindo seguramente uma rota muito semelhante aquela que está hoje marcada pelas setas amarelas, cruzando a recém concluída ponte de Barcelos sobre o rio Cávado que desce das encostas da serra do Gerês.

Com as construções de novas estradas o caminho seguido pelos peregrinos terá sofrido algumas alterações no século XIX, tendo o caminho inicial caído em desuso.  Com o crescer da popularidade do “camiño” no século XX, a Xunta da Galicia divulga em 1993 o itinerário Tui – Santiago. Finalmente, na primavera de 2006, um grupo de portugueses e espanhóis pinta a última seta do percurso entre Lisboa e Santiago.

Companhia para o caminho de Santiago – procure aqui

Grupo de peregrinos no Caminho Português de Santiago
Grupo de peregrinos no Caminho Português de Santiago

camino Preparação da peregrinação – por onde começar

Vejo que muita gente que chega a esta página à procura de informações sobre o caminho, não sabe por onde começar e tem alguns receios, como é natural.
Vou começar por uma espécie de FAQ sobre o caminho, para desmistificar e ajudar quem se quer aventurar pela primeira vez.

Há mais peregrinos todos os dias no caminho?

Sim há. Penso que não haja dia nenhum no ano que possa peregrinar no caminho português sem encontrar um companheiro, quanto mais não seja, no final da jornada no albergue. É claro que há alturas do ano com mais gente que outras, mas vai sempre encontrar alguém, que pode ser de qualquer nacionalidade, já que este é um percurso procurado por pessoas de todo o mundo.

Não me vou perder? Há sinalização?

Não, não se vai perder e, ainda que isso aconteça vai acabar por encontrar alguém para o ajudar . Quando fiz o caminho em 2009 tive dificuldade em me orientar em alguns locais, que indico nesta página: Zonas mal sinalizadas no caminho português de Santiago; como não se perder;
Entretanto algumas destas falhas já terão sido corrigidas. Vá sem medo.

As setas amarelas indicam o caminho
As setas amarelas indicam o caminho

Como é para dormir. Ouvi falar nos albergues. Como é que funcionam?

Os albergues para peregrinos são o local de excelência para descansar no final de cada jornada, conviver com outros peregrinos e quem sabe arranjar companhia para o dia seguinte. Este locais oferecem condições básicas para o apoio à caminhada: cama e dormitórios, cobertor, balneários, lavandaria em alguns casos e cozinha onde pode preparar as suas refeições.

Pode pernoitar a troco de um pagamento quase simbólico (3 a 5€, ou apenas deixando um donativo, em alguns casos), mas terá de ter consigo a credencial de peregrino.

Preciso da credencial de peregrino?

Sim, precisa. É o documento que o identifica como peregrino e lhe dá acesso a pernoitar nos albergues, assim como a obter a Compostela à chegada a Santiago. Para saber mais e onde adquirir, veja esta página: Credencial do Peregrino de Santiago; O que é; Onde se obtém; Para que serve;

Quantos dias levarei a fazer o caminho? Onde começa o caminho?

Bom, isto depende muito da sua preparação física e claro, de onde vai partir. O normal no caminho Português é partir do Porto, ou da fronteira, em Valença. Há também quem faça o caminho a partir de Lisboa. Na verdade, o caminho começa à porta de cada um, pelo que todos os locais são bons para começar.

Eu, do Porto, levei 8 dias a completar a caminhada, mas foi um bocado puxado, especialmente nos primeiros 2 dias, que fiz mais de 40km por dia. O normal é caminhar 10 dias e não é preciso ser um grande atleta para o conseguir, mas há quem faça em 15.

Cada um deve encontrar o seu ritmo e para isso ter uma flexibilidade de 1 ou 2 dias para o regresso. Caminhar demasiado rápido, ou muitos quilómetros por dia, pode ser extenuante e desanimador. Por outro lado, se não se cansar um pouco também não vai sentir a dureza que, na minha opinião, uma experiência destas deve transmitir.

O que preciso levar para o caminho?

Veja esta página: O que levar na mochila para o caminho de Santiago; Material necessário para o peregrino do caminho Português;

 

camino Mapas e Orientação

Caminho verdejante
Caminho verdejante

Todo o caminho de Santiago se encontra devidamente sinalizado e é muito fácil de seguir. Deixo aqui alguns mapas e dicas para ter a certeza que vai direitinho a Compostela!

 

camino Albergues

Camarata dum albergue de peregrinos
Camarata dum albergue de peregrinos

Os albergues de peregrinos existem ao longo do caminho da Santiago, tanto do português como dos outros e são o alojamento preferencial para que faz o caminho. Mais do que um local onde pode dormir e cozinhar apenas a troco de um donativo, os albergues são o local ideal para conviver e trocar experiências com outros peregrinos como você.

 

camino Hoteis no Caminho de Santiago

Se é certo que os albergues são a melhor opção para um peregrino, também é verdade que por vezes pode ser necessário (ou preferível) ficar num hotel. Especialmente nas épocas de maior afluência é possível que deixem de haver camas disponíveis. Se quiser uma noite mais descansada, um hotel é também a solução.

 

camino Outras informações

Paisagem rural no Caminho Português de Santiago
Paisagem rural no Caminho Português de Santiago

camino Algumas histórias e lugares a não perder durante a sua caminhada no Minho e Galiza

Bom caminho! Ultreia!
Bom caminho! Ultreia!

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.