Viajar nos passos de São Paulo

1

Ao longo das minhas viagens em redor do Mediterrâneo fui-me deparando com vários locais ligados à vida de São Paulo. O apóstolo como que me perseguia, ou eu a ele, não tivesse São Paulo sido o apóstolo dos gentios, viajante por natureza, que depois da sua conversão tratou de pregar a fé aos quatro cantos do mundo.

Mundo esse que se concentrava no Mediterrâneo. Sem conhecer em detalhe a sua vida e as suas viagens, fui por várias vezes surpreendido com a sua presença. Nunca fiz por procurá-lo, mas ele cruzou-se uma e outra vez no meu caminho. Agora que decidi escrever um artigo sobre esses encontro e compará-lo com o roteiro das suas viagens apostólicas, fico ainda mais surpreendido com a quantidade de locais onde nos “encontrámos”

Mapa das viagens missionárias de São Paulo
Mapa das viagens missionárias de São Paulo
Fonte: http://www.cursilhosdelamego.net/news/dia-de-s%C3%A3o-paulo/

Tarso, cidade natal de Paulo na Turquia

Paulo nasceu em Tarso, uma cidade no sul da Turquia bem perto do mar Mediterrâneo. O seu nome original era Saulo, tendo passado a usar o nome de Paulo depois da conversão. Terá vivido os primeiros anos da sua vida em Jerusalém, onde se dedicava a perseguir e prender os cristãos.

Viajar nos passos de São Paulo
Poço de São Paulo, na sua cidade natal: Tarso, na Turquia

Em 2010, quando regressava da Síria e antes de embarcar para o Chipre passei pela cidade de Tarso. Tarso era no tempo de Paulo a capítal da província romana da Cilícia e podem-se hoje encontrar alguns vestígios desse tempo pela cidade. De entre os locais que o recordam destaca-se a igreja a ele dedicada e o poço de onde ele por várias vezes terá bebido que se diz ter propriedades milagrosas.

Igreja de São Paulo e casa de Ananias em Damasco

Estava a caminho e já próximo de Damasco, quando se viu subitamente envolvido por uma intensa luz vinda do Céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: «Saulo, Saulo, porque me persegues?» Ele perguntou: «Quem és Tu, Senhor?» Respondeu: «Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Ergue-te, entra na cidade e dir-te-ão o que tens a fazer.» (…) 10Havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. O Senhor disse-lhe numa visão: «Ananias!» Respondeu: «Aqui estou, Senhor.» O Senhor prosseguiu: «Levanta-te, vai à casa de Judas, na rua Direita, e pergunta por um homem chamado Saulo de Tarso, que está a orar neste momento.» (…) Mas Saulo fortalecia-se cada vez mais e confundia os judeus de Damasco, demonstrando-lhes que Jesus era o Messias. Passado muito tempo, os judeus combinaram matá-lo, mas Saulo foi avisado das suas intenções. Até as portas da cidade eram guardadas, noite e dia, com o fim de o matarem. Então os discípulos, tomando-o de noite, fizeram-no descer pela muralha abaixo, dentro de um cesto. Actos 9, 3-25

Viajar nos passos de São Paulo
Igreja de São Paulo em Damasco

Jerusalém

 

Chipre

Em 2010, depois de passar por Tarso, viajei de barco da Turquia para a ilha de Chipre, à semelhança do que Paulo fez na sua primeira viagem, embora para portos diferentes. Paulo terá navegado no ano de 46 de Antioquia para o porto de Salamina, uma importante cidade portuária próximo da actual Farmagusta.

Farmagusta

Enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre. Chegando em Salamina, proclamaram a palavra de Deus nas sinagogas judaicas. João estava com eles como auxiliar. Actos 13, 4-5

Viajar nos passos de São Paulo
Ruínas da Igreja de São Pedro e São Paulo, Farmagusta

Farmagusta é uma cidade actualmente na parte turca da ilha de Chipre. Próximo desta cidade ficam as ruínas de Salamina, um importante porto marítimo na época de São Paulo. Não visitei esta ruínas porque nem tão-pouco tinha conhecimento delas quando estive no Chipre. Já em Farmagusta, passei um dia, ao longo do qual pode ir até à praia e visitar o rico património aí existente. A igreja de São Pedro e São Paulo, foi convertida em mesquita em 1571 e encontra-se hoje em ruínas. O mesmo aconteceu com a belíssima catedral gótica de São Nicolau, construída pelos cruzados no inicio do século XIII, e que ainda hoje funciona como mesquita. Mais sobre esta cidade cipriota aqui: Cidade de Farmagusta (Magusa), Chipre

Paphos

Viajaram por toda a ilha, até que chegaram a Pafos. Ali encontraram um judeu, chamado Barjesus, que praticava magia e era falso profeta. Imediatamente vieram sobre ele névoa e escuridão, e ele, tateando, procurava quem o guiasse pela mão.

Ele era assessor do procônsul Sérgio Paulo. O procônsul, sendo homem culto, mandou chamar Barnabé e Saulo, porque queria ouvir a palavra de Deus.

Mas Elimas, o mágico (esse é o significado do seu nome), opôs-se a eles e tentava desviar da fé o procônsul.

Actos 13, 6-8

Viajar nos passos de São Paulo
Incrível mosaico romano nas ruínas de Paphos, Chipre

Paphos é uma cidade costeira na ponta oposta da ilha, na República do Chipre. No tempo de São Paulo este era um importante porto marítimo e o seu consûl foi convertido por Paulo e Barnabé. Mais sobre a cidade de Paphos, Património da Humanidade no Chipre

Frígia

Paulo e Silas atravessaram a Frígia e o território da Galácia, pois o Espírito Santo impediu-os de anunciar a Palavra na Ásia. Actos 16: 6 Com efeito, dele posso testemunhar que trabalha muito por vós, assim como pelos que estão em Laodiceia e em Hierápoles. Colossenses 4, 13

Nos passos de Sao Paulo
Ruínas de Hierapolis, local do martírio de Filipe

Embora não haja na bíblia indicação explicita de que Paulo tenha passado pela cidade termal de Hierapolis, nos actos dos apóstolos relata-se que passou na província da Frígia na segunda e na terceira viagem e, na carta aos colossences refere-se ao trabalho dos cristãos nesta cidade. Em 2008 na minha primeira visita à Turquia visitei as ruínas desta cidade, atraído principalmente pelas suas águas termais que formam o famoso Pamukkale, o “castelo de algodão” e foi aí que me apercebi nos vários paineis informativos que esta era uma cidade da antiga província da Frígia. Daqui Paulo terá seguido na sua 3ª viagem para Éfeso. Veja mais nesta página sobre Hierápolis – Pamukkale, Património UNESCO na Turquia

Éfeso

Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, depois de atravessar as regiões do interior, chegou a Éfeso. Encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: «Recebestes o Espírito Santo, quando abraçastes a fé?» Responderam: «Mas nós nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo.» E indagou: «Então, que baptismo recebestes?» Responderam eles: «O baptismo de João.» Actos 19, 1-3

Viajar nos passos de São Paulo
Ruínas da cidade romana de Éfesu, Turquia

Atenas

Os homens que foram com Paulo o levaram até Atenas, partindo depois com instruções para que Silas e Timóteo se juntassem a ele, tão logo fosse possível. Enquanto esperava por eles em Atenas, Paulo ficou profundamente indignado ao ver que a cidade estava cheia de ídolos. Actos 17, 15-16

Nos passos de Sao Paulo
A Acrópole de Atenas, Grécia

Corinto

Depois disso, Paulo afastou-se de Atenas e foi para Corinto Actos 18, 1

Nos passos de Sao Paulo
Ruínas de Corinto, vistas da janela do comboio

Salónica

Nos passos de Sao Paulo
Ruínas romanas na cidade de Tessalónica, Grécia

Viagem para Roma e naufrágio em Malta

Depois de salvos é que soubemos que a ilha se chamava Malta.

Os habitantes da ilha mostraram extraordinária bondade para conosco. Fizeram uma fogueira e receberam bem a todos nós, pois estava chovendo e fazia frio.

Actos 28, 1-2

Viajar nos passos de São Paulo
Gruta de São Paulo na ilha de Malta

Gruta de São Paulo e Catacumbas em Rabat, Malta

Morte em Roma

Viajar nos passos de São Paulo
Basílica de São Paulo em Roma

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

1 COMENTÁRIO

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!