Um roteiro para visitar a cidade de Valletta, Malta

0

valeta malta

Sendo Malta apenas uma pequena ilha, a sua capital Valletta é o ponto ideal para o visitante estabelecer a sua base para visitar a ilha.

A história da cidade como a conhecemos hoje começa em 1530 quando os Cavaleiros Hospitalários, hoje conhecidos como Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta, foram expulsos da ilha de Rodes pelo exército Otomano, estabelecendo na ilha a sua base.

Valletta vista a partir da baía de Silema, Malta
Valletta vista a partir da baía de Sliema, Malta

A Ordem de Malta, responsável por proteger os peregrinos que se dirigiam a Jerusalém, dotou este porto estratégico do Mediterrâneo, ao longo dos séculos seguintes, das impressionantes fortalezas.

Um dos mais incríveis monumentos da cidade é a Co-Catedral de Sao João. Localizada bem no centro da cidade velha, esconde por detrás de uma fachada rude uma beleza imensa em talha dourada, frescos e pedras das mais variadas cores. A não perder!

geral
Interior da Co-Catedral de São João em Valletta, Malta

As ruas da capital são mais um reflexo da forte fé dos malteses, ou não tivesse esta sido fundada pelos combatentes dos inimigos da fé cristã. Em cada esquina há uma estátua de um santo, assim como por cima da porta de cada casa.

Estátua de santo em rua de Valletta, Malta
Nas ruas de Valletta em cada esquina há um santo

É interessante observar, não só em Valletta mas da mesma forma no resto da ilha, que a maioria das construções são todas em pedra da mesma cor, ou não estivéssemos numa ilha, com as inerentes dificuldades de transporte de outros materiais de construção.

Uma particularidade da arquitectura são as tradicionais varandas fechadas que dão um toque de cor à monótona pedra amarelada.

Varandas típicas dos edifícios de Valletta, Malta
Varandas típicas dos edifícios de Valletta, Malta
Colossais muralhas das fortalezas de Valletta, Malta
Colossais muralhas das fortalezas de Valletta, Malta
Esplanada no centro da cidade de Valletta, Malta
Esplanada no centro da cidade de Valletta, Malta
Mais uma vista de Valletta a partir de um dos seus baluartes
Mais uma vista de Valletta a partir de um dos seus baluartes

Onde dormir

Os locais mais populares para se hospedar ficam em Sliema ou St Julian, onde se concentram os bares e a diversão nocturna. Apesar da oferta no centro histórico ser um pouco limitada foi aí que eu optei por ficar já que o propósito da minha viagem era sobretudo cultural.

O centro histórico de Valletta, ao contrário do que acontece hoje em muitas cidades europeias, ainda é um local vivo, quase exclusivamente habitado por pessoas da terra, em ruas onde quase não passam carros e as compras se fazem nos mini mercados do rés-do-chão.

Eu acabei assim por ficar no hostel da YMCA, uma associação que se dedica a apoiar os sem-abrigo.

Para quem procurar um local para se hospedar, a minha recomendação é que procure neste site: hoteis em Valletta

Se a sua ideia é fazer praia, tenha em atenção que em redor de Valletta a costa é rochosa (embora deia para ir a banhos). Portanto, ou fica na piscina do hotel ou, se quer areia, o ideal será procurar alojamentos no sul da ilha.

Fotografias de Valletta

Neste álbum do Flickr tenho mais de 100 fotos que tirei durante a minha visita. Venha daí!

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.