Roteiro de viagem na Provence, França

0

Roteiro de viagem na Provence, França

No verão de 2009 visitei alguns dos principais locais da Provence, no sul de França. Fiz esta viagem toda à boleia, que foi forma muito interessante de conhecer a região dada a facilidade de viajar à boleia neste país.
Tenho uma página neste site sobre isso, para quem estiver interessado em saber mais: Viajar à boleia em França

O que quero apresentar nesta página é um roteiro dessa viagem, com os locais por onde passei. O percurso claro está, pode ser feito com viatura própria ou, se preferir, alugar um carro. Já de transportes públicos penso que poderá ser um pouco mais complicado, pois embora todos os locais sejam servidos por autocarro, os horários nem sempre são como desejado.

Paisagem da Provence, com oliveiras e cipreste
Paisagem da Provence, com oliveiras e cipreste, tal como os quadros de Van Gogh

Mapa do meu trajecto na Provence


Ver Provence num mapa maior

Arles

Arles foi o meu ponto de partida para conhecer a Provence. Nos dias anteriores já tinha passado por cidades como Orange, Avignon e pelo aqueduto da Pont du Gard, ali perto.

Arles é uma bonita cidade, com algum património para visitar, de onde se destacam as ruínas romanas do anfiteatro e do coliseu.

Não me vou estar aqui a alongar muito porque tenho uma outra página só dedicada a esta cidade e aos seus locais património da humanidade: Monumentos romanos e românicos de Arles; Património UNESCO em França

Arena romana de Arles
Arena romana de Arles

Abadia de Montmajour

A abadia de Montmajour encontra-se parcialmente em ruínas e fica a poucos quilómetros de Arles, a caminho de Les Baux. Vale a pena a visita a este mosteiro beneditino que figurou em alguns quadros de Vincent Van Gogh e se insere na bela paisagem típica da Provence.

Abadia de Montmajour, próximo de Arles
Abadia de Montmajour, próximo de Arles

Ver mais fotografias da abadia de Montmajour

Gordes

Gordes é uma das aldeias mais pitorescas da Provence e mesmo de França. Estende-se pela encosta de uma colina sobre os campos que na época devida se pintam de roxo, formando assim um dos mais conhecidos postais desta região.

Na aldeia em si, podem-se visitar algumas galerias de artes, igrejas, lojas de artesanato e claro, restaurantes para provar a boa cozinha francesa.
É também um bom local para pernoitar e aproveitar para descontrair um pouco.

A pitoresca aldeia de Gordes, na Provence
A pitoresca aldeia de Gordes, na Provence

Ler mais sobre a aldeia de Gordes

Encontrar bons hotéis em Gordes

Les Baux-de-Provence

Fiz os quilómetros finais do caminho entre Montmajour e Les Baux a pé, depois de uma boleia. A paisagem que rodeia a estrada transporta-nos de imediato para dentro de um quadro de Van Gogh, com os esguios ciprestes e as folhas das oliveiras a ondularem para o céu azul.

Les Baux é mais uma pequena aldeia, com um castelo praticamente em ruínas onde todos os dias (pelo menos no Verão) há representações encenadas de batalhas medievais, montras coloridas, casas pitorescas, ruas perfumadas e claro, muitos, muitos turistas.

Montra de loja em Les Baux-de-Provence
Montra de loja em Les Baux-de-Provence

Ver mais fotografias de Les Baux-de-Provence

Ver hotéis em Les Baux-de-Provence

Saint-Rémy-de-Provence

Local de nascimento do famoso profeta Nostradamus, seria aqui que em 1889 Van Gogh seria internado para tratamento psiquiátrico no  mosteiro de Saint-Paul de Mausole.

Terão sido as searas de trigo, vinhas e olivais a principal fonte de inspiração para os seus quadros seguintes, em que o artista trocou o seu estilo de pequenas pinceladas para curvas espiraladas. Um bom artista tem de ter a sua dose de loucura… 🙂

Recanto da cidade de Saint-Rémy-de-Provence
Recanto da cidade de Saint-Rémy-de-Provence

Ler mais sobre a minha viagem até Saint-Rémy

Ver hotéis em Saint-Rémy-de-Provence

Roussillon e o Trilho dos Ocres

Nada tão fotogénico encontrei até hoje nas minhas viagens como a paisagem do trilho dos ocres em Roussillon.

Estes minerais, com origem há mais de 100 milhões de anos, quando o nível do mar desceu e descobriu esta zona e o oxido de ferro deu origem a areias de cores vivas, foram usados desde tempos remotos pelo homem primitivo nas suas pinturas rupestres, e mais tarde exportada daqui para todo o mundo para a pintura de edifícios.

O ocre é a cor da Provence, e Roussilon, a aldeia construída sobre este depósito mineral, obviamente o melhor exemplo desse estilo e uma das aldeias típicas mais visitadas de França.

Rua de Roussillon, em tons de ocre
Rua de Roussillon, em tons de ocre

Ver mais fotografias de Roussillon

Encontrar um hotel em Roussillon

O trilho

Este trilho foi preparado com o objectivo de preservar esta paisagem frágil que está exposta a milhares de visitantes anualmente. Há dois percursos, um maior (50 minutos) e outro mais pequeno (35 minutos), mas a maior beleza concentra-se logo à entrada, onde os minerais apresentam uma cor mais amarela, que contrasta com o verde das árvores e o azul do céu.

A entrada encontra-se a alguns metros do centro da aldeia e custa 2,5€.

Trilho dos ocres em Roussilon, Provence
Trilho dos ocres em Roussilon, Provence

Mais fotografias do trilho dos Ocres em Roussillon

Mapa de Roussillon


Ver roussillon num mapa maior

Ler mais sobre a aldeia provençal de Roussillon

Gorges du Verdon

Já à saída da Provence, a caminho dos Alpes, o desfiladeiro do Verdon é o mais profundo da Europa chegando a atingir os 800 metros de profundidade. Este termina no lago de Sainte-Croix, onde as águas azul turquesa convidam a um mergulho ou a um passeio de barco. Leia mais sobre este local encantador aqui: Gorges du Verdon

Impossível resistir às águas do rio Verdon
Impossível resistir às águas do rio Verdon

Kit de viagem para a Provence

ALUGAR CARRO

A minha sugestão é que faça a sua reserva neste site Rentalcars França, já que vai conseguir um preço mais barato do que alugando directamente nas agências.

RESERVAR HOTEL

Aproveite a minha recomendação e use este site para encontrar o seu hotel ao melhor preço: Hotéis na Provence

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

1 COMENTÁRIO

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!