Praga, República Checa

2

Praga é a capital da República Checa, cidade património da humanidade e uma das cidades mais bonitas da Europa. Era uma cidade onde já queria ir à muito tempo e em Janeiro de 2014 acabei por combinar uma viagem a Budapeste e Praga.

Fiquei em Praga durante 2 dias e comprovei que nem no inverno a cidade deixa de ter o seu encanto e de estar repleta de turistas. Há imensa coisa para ver e vou nesta página tentar fazer um resumo dos principais locais que visitei e deixar algumas dicas para quem tiver interesse em lá ir.

O que visitar em Praga

As sugestões que apresento de seguida para uma visita a Praga são um resumo dos locais por onde passei nos 2 dias que lá estive. Foi um bocadinho a correr, pelo que penso que 3 dias será o ideal para visitar esta cidade.

Mapa de Praga

Orloj e a Praça da cidade velha

Orloj e a Praça da cidade velha
Orloj e a Praça da cidade velha, Praga

O relógio astronómico Orloj marca o ritmo da cidade desde o século XV. A cada hora centenas de pessoas reúnem-se na praça em seu redor para ver a animação do toque das badaladas, o desfile dos apóstolos, as fazes da lua, o Zodíaco, entre outras informações que este revela.

Não o fiz, mas é possível subir à torre do relógio, de onde imagino que se tenha uma vista espectacular sobre a cidade.

Oloj, Praga
Oloj, o fabuloso relógio astronómico de Praga

Veja aqui a minha galeria de fotos do Orloj e a Praça da cidade velha de Praga, no Flickr.

Ponte Carlos

Ponte Carlos
Ponte Carlos em Praga

Ponto central de Praga, a Ponte Carlos é a mais antiga ponte sobre o rio Moldava a unir o Bairro do Castelo à Cidade Velha.

As suas 30 estátuas de santos, esculpidas por alguns dos maiores artistas do barroco continuam hoje a abençoar quem passa sobre os seus arcos góticos de pedra escura.

Nela se concentram, especialmente nos dias de maior afluência de turistas, vários artistas de rua a pintar, desenhar, tocar música.

Veja aqui a minha galeria de fotos da Ponte Carlos em Praga, no Flickr.

Castelo de Praga

Vista nocturna Praga
Vista nocturna da colina do castelo de Praga

Cruzando a ponte Carlos vindo da cidade velha surge-nos de frente a colina do castelo, antiga morada dos réis da Boémia.

Íngremes escadas sobem a colina dominada pelas enormes torres da catedral de São Vito que se elevam sobre os vários edifícios do castelo.

Mais sobre o Castelo de Praga

Catedral de São Vito

catedral praga
Interior da catedral gótica de São Vito em Praga

Cemitério Judaico e sinagogas de Praga

A presença judaica em Praga ao longo dos séculos está bem presente na grande quantidade de sinagogas que podemos encontrar na cidade.

Da herança judaica destacam-se a sinagoga espanhola e o cemitério judeu com cerca de 12 mil túmulos numa pequena área no certo da cidade. Imperdível.

Cemitério Judeu Praga
Cemitério Judeu de Praga

Mais sobre o património judaico de Praga

Sinagoga espanhola

Sinagoga Espanhola em Praga
Fachada da Sinagoga Espanhola em Praga

Igreja do Loreto

Igreja de Nossa Senhora do Loreto
Igreja de Nossa Senhora do Loreto, Praga

Esta réplica da Santa Casa de Loreto em Itália, é um dos mais importantes locais de peregrinação em Praga. Chamou-me a atenção especialmente por em 2008 ter visitado a Santa Casa de Loreto, em Itália.

A Santa Casa de Loreto crê-se ser aquela onde viveu a Virgem Maria nos seus primeiro anos, em Nazaré e que terá sido trazida para a cidade italiana de Loreto, havendo várias réplicas espalhadas pela Europa. Esta é uma delas.

O santuário alberga ainda uma notável colação de arte sacra. Mais sobre a Igreja de Nossa Senhora do Loreto

Casa Dançante

casa dancante praga
A Casa Dançante

Talvez a obra de arquitectura contemporânea mais famosa da República Checa, a Casa Dançante fica a poucas centenas de metros do centro histórico junto às margens do rio Moldava e merece uma visita.

Mais sobre a Casa Dançante

Praça da república e Torre da Pólvora

A torre da pólvora é a única que resta da antiga muralha da cidade e uma das mais valiosas obras arquitectónicas da cidade. Fica nos limitas de cidade velha com a cidade nova, junto à praça da República.

Torre da Pólvora Praga
Torre da Pólvora em Praga

Mural de Lennon

O colorido mural de Lennon

Onde comer

Antes da comida, comecemos pela bebida: se for no inverno, como eu fui, vai ficar fã do Svařák, um vinho quente e doce, com um toque de especiarias que é vendido em todo o lado. O ideal para aquecer os dias frios da Europa Central. Para mim, o melhor é o que se encontra à saída da ponte Carlos, do lado da cidade velha.

Passando para os doces, vai igualmente encontrar por todo o lado o Trdelník, uma espécie de pão doce cozido em rolos, que acompanha muito bem com o vinho quente. 🙂

Banca de Trdelník nas ruas de Praga

Eu passei os dias a comer estes dois petiscos e mais alguma comida rápida e só no último dia fui a um restaurante, para provar um pouco mais da gastronomia local.

Acabei por entrar no U Mecenase, um pequeno restaurante bem perto do hostel em que fiquei. Chamou-me a atenção a decoração rústica que era visível pela enorme e única janela com a ementa escrita nas portadas de madeira.

O jantar ficou em 625CZK (26€), com uma típica sopa Goulash servida no pão, prato de carne, cerveja, café e um licor Becherovka para rematar.

Restaurante em Praga
Sopa Goulash
Sopa Goulash servida no pão em Praga

Como ir a Praga

Um dos problemas para visitar a Republica Checa e outros países da Europa central a partir de Portugal é a dificuldade em encontrar voos baratos para estes países, já que são poucas as companhias low cost a voar directamente para lá.

A solução, que em parte foi o que fiz, é voar para um aeroporto perto, por exemplo na Alemanha, e depois fazer o resto da viagem de autocarro ou comboio.

Eu por exemplo nesta viagem, voei para Budapeste fazendo escala em Paris e depois foi de Budapeste para Praga de comboio (trem), que são cerca de 5horas de viagem. O bilhete custa cerca de 30€. No regresso fui de autocarro para Nuremberga, na Alemanha (custou 19€, 2h30 de viagem) e daí voei directo para o Porto.

Cada voo, aproveitando uma promoção da Ryanair, custou-me 15€. Se comparar-mos com os preços das companhias de bandeira, é uma grande poupança, já que para estas cidades os voos rondam os 150€. Este ano (2015) a Wizzair vai começar a voar para Budapeste.

Onde dormir

Um bom descanso é fundamental quando se anda a viajar, para recuperar energias a aproveitar ao máximo o tempo.

Quando estive em Praga fiquei no Charles Bridge Economic Hostel, que foi um dos melhores hostel em que já fiquei, com pessoal super atencioso e condições e localização fabulosas.

Para procurar e reservar outros hotéis em Praga, recomendo este site, que eu costumo usar e que é muito bom para conseguir os melhores preços: Reservar hoteis em Praça

Charles Bridge Hostel
Charles Bridge Economic Hostel

Transportes públicos

A cidade é servida por uma rede de transportes públicos bastante completa que inclui metro, eléctricos e autocarros (onibus). Os bilhetes são únicos para os vários meios de transporte.

Por norma nas minha viagens aproveito comprar bilhetes de 1 dia quando estes existe, mas aqui achei que não valia a pena, já que a cidade é pequena e se percorre bem a pé. Optei por comprar bilhetes individuais para cada viagem.

O preço dos bilhetes é: Normal (90min): 32 CZK; Curto (30min): 24CZK; 1 dia: 110CZK; 3 dias: 310CZK

Os bilhetes são comprados em máquinas automáticas e têm de ser picados no autocarro, eléctrico ou na plataforma do metro.

Mais informação aqui: Companhia de transportes públicos de Praga

Outras fotografias de Praga

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

2 COMENTÁRIOS

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!