Fátima, Santuário e locais de peregrinação na Cova da Iria

2
Vista geral do recinto do Santuário de Fátima
Vista geral do recinto do Santuário de Fátima

Fátima tornou-se o principal centro de peregrinação cristã de Portugal, e um dos maiores da Europa e do Mundo, depois de em 1917 três crianças terem visto Nossa Senhora nesse local enquanto pastavam as suas ovelhas.

As aparições iniciaram-se a 13 de Maio de 1917 e viriam a ocorrer todos os meses no mesmo local e no mesmo dia, até Outubro, altura em que se deu um milagre que todos puderam ver, com o sol a movimentar-se e a “choverem” flores que ninguém conseguia tocar.

A mensagem de Nossa Senhora falava da conversão dos pecadores, de oração e de paz. A ajudar à popularidade estiveram as visitas do papa João Paulo II anos mais tarde.

Fátima é um local que me fica muito próximo. Lembro-me inclusive de ver João Paulo II na sua última visita ao local e também das palavras do meu bisavô sobre o milagre de 13 de Outubro, que ele próprio presenciou.

 

Interior da Basílica de Nossa Senhora de Fátima
Interior da Basílica de Nossa Senhora de Fátima

Santuário

Em plena serra de Aire e Candeeiros, num local onde há pouco menos de 100 anos nada mais existia que pedras, oliveiras, azinheiras e campos verdes onde pastavam rebanhos, existe hoje uma cidade que se desenvolve em redor do santuário, quase exclusivamente dedicada ao turismo.

O santuário é composto por um enorme recinto onde são celebradas as cerimónias em dias de maior afluência de peregrinos. No centro deste está a capelinha das aparições (na imagem), construída no local onde os pastorinhos viram Nossa Senhora aparecer sobre uma azinheira. A árvore hoje não existe, pois foi levada aos poucos pelos primeiros peregrinos.

Capelinha das Aparições em Fátima
Capelinha das Aparições em Fátima

No topo norte encontra-se a basílica, construída entre 1928 e 1953 e no topo sul a nova basílica da Santíssima Trindade, inaugurada em 2007.

Há ainda para visitar vários museus de arte sacra, artefactos relativos aos acontecimentos ali passados e sobre a história do local.

Moderna basílica da Santíssima Trindade em Fátima
Moderna basílica da Santíssima Trindade em Fátima

Museus em Fátima

Museu de Cera

Museu Vida de Cristo

Museu Milagre de Fátima

Museu do Santuário de Fátima

Aljustrel e Valinhos

A pequena aldeia de Aljustrel foi a terra natal dos 3 pastorinhos e fica a poucos quilómetros do centro da Cova da Iria. Pode visitar livremente a casa dos irmãos Francisco e Jacinta que fica logo à entrada da aldeia e com sorte pode até encontrar aí alguns familiares destes que costumam estar na casa. Na casa da família da Lúcia funciona um museu que retrata um pouco a vida das pessoas no início do século passado.

Casa dos pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta, em Aljustrel
Casa dos pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta, em Aljustrel

Partindo de Aljustrel pode percorrer uma via sacra nos Valinhos. Irá passar por dois locais de grande importância para os acontecimentos de Fátima: o sítio onde se deu a aparição da Nossa Senhora a 19 de Agosto de 1917 (na imagem) e mais à frente a “Loca do Cabeço”, onde terão sido as aparições do Anjo de Portugal.

A via sacra termina no topo da colina onde tem uma boa vista sobre as redondezas e o santuário.

Valinhos: o local das aparições de Fátima em Agosto de 1917
Valinhos: o local das aparições de Fátima em Agosto de 1917
Loca do Cabeço - a aparição do anjo
Loca do Cabeço – a aparição do anjo

Onde dormir

Sendo este um local de enorme afluência de peregrinos, há uma grande oferta hoteleira que satisfaz todo o tipo de clientes. Reserve com bastante antecedência se pretende dormir em Fátima nos dias das grandes peregrinações como o 13 de Maio.

Como vivo relativamente perto de Fátima, só precisei de ficar uma vez num hotel lá. A escolha foi para o hotel Anjo de Portugal, uma unidade recentemente remodelada, com linhas modernas e a menos de 5 minutos a pé do santuário. Veja aqui mais informação sobre este hotel em Fátima.

Quarto no hotel Anjo de Portugal em Fátima
Quarto no hotel Anjo de Portugal em Fátima

Como chegar

O ideal para ir a Fátima, como a qualquer local de peregrinação, é a pé. À semelhança do caminho de Santiago, também para Fátima há caminhos marcados, com setas azuis, partindo de Lisboa, ou vindo do norte, seguindo o caminho de Santiago em sentido inverso.

De carro, tem uma saída da autoestrada A1 mesmo em Fátima, que nos dias de grandes peregrinações pode ficar bastante congestionada. Se vier do norte arrisque sair em Leiria.

Há autocarros frequentes que ligam Fátima a Leiria, Tomar, Batalha, Alcobaça, e outros locais de interesse turístico da zona. Para isso consulte o site da Rodoviária do Tejo. Para ligações a outros locais do país consulte a Rede Expressos.

Nunca, mas nunca tente chegar a Fátima de comboio! Este é um erro que muitos visitantes estrangeiros cometem. É verdade que existe uma estação chamada “Fátima” na linha do Norte, mas a paragem fica a mais de 15km de Fátima e depois para chegar ao santuário só tem uma opção: apanhar um táxi, que ficará bastante caro.

Outros locais a visitar perto de Fátima

Fátima fica numa região com imensos monumentos, praias e belas serras que permitem aliar uma visita religiosa a algo mais cultural e ao contacto com a natureza.

Inevitavelmente vai conhecer um pouco das serras de Aire e Candeeiros. Não deixe de consultar as dicas que deixo sobre os meus locais favoritos na página Pela minha serra de Aire e Candeeiros. Próximo de Fátima pode ir até às pegadas dos Dinossauros, ao parque da Pia do Urso ou às grutas.

A paisagem das serras de Aire e Candeeiros
A paisagem das serras de Aire e Candeeiros

Num raio de 30 quilómetros de Fátima encontram-se três mosteiros classificados como património da Humanidade. São eles Alcobaça, Batalha e Tomar. Se não conhece, não deixe de visitar pelo menos 1 deles. Hoje com o IC9 em poucos minutos consegue chegar à Batalha ou a Tomar onde pode visitar o Convento de Cristo.

mosteiro-tomar
Convento de Cristo em Tomar: um local a visitar próximo de Fátima

Mapa de Fátima


Ver Fátima num mapa maior

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

2 COMENTÁRIOS

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.