Como comprar voos muito baratos

3

Voar para o Japão por 214€ ida e volta? Sim, é possível. Veja como mais abaixo!

 

Esta não é mais uma página sobre os tão populares voos low cost ou baixo custo. O que pretendo aqui é dar umas dicas de como conseguir verdadeiras pechinchas em viagens para os mais variados destinos.

Nos anos 2000 a minha geração deparou-se com uma revolução na forma de viajar, especialmente na Europa. O lendário Interrail, que ainda nos fazia sonhar, começava a ser substituído pelo fenómeno das companhias aéreas de baixo custo, as chamadas low cost. O termo pegou moda e passámos a ter hotéis low cost, roupa low cost, casas low cost, jantares low cost. O interrail esse, tornou-se demasiado caro e restritivo num mercado que procura sobretudo rapidez e escapadinhas de fim de semana.

As primeiras companhias low cost a dar que falar em Portugal foram a Ryanair e a Easyjet. Com uma politica de marketing agressivo eram comuns nos primeiros da Ryanair verdadeiras pechinchas. Quem não se lembra dos voos por 0,01€ para vários destinos da Europa, que vinham depois acrescidos de uns inevitáveis 6€ de taxas de cartão de crédito pelo pagamento?

Eu próprio em Agosto de 2009 fiz 3 voos a 1€ cada (mais os tais 6€ por trajecto). Voei do Porto para Madrid, depois de Madrid para Barcelona e, após 15 dias à boleia por França regressei ao Porto voando desde Marselha. Vinte e um euros pelos 3 voos. Ainda assim bem bom, não?

Com tempo essas campanhas foram ficando mais raras, mas ainda assim são frequentes os voos para a Europa ou agora, para os Açores, por preços a rondar os 10€, sem acréscimo dessas ridículas taxas de pagamento com cartão de crédito.

Avião da Ryanair em Ponta Delgada.
Avião da Ryanair em Ponta Delgada. Os Açores com voos low cost

Voar low cost

Se está e pensar em low cost tenha em mente os seguintes aspectos:

  • Voar numa companhia low cost não significa necessariamente que a sua viagem vai ser mais barata. Use motores de busca que permitam a comparação de preços de várias companhias para a rota pretendida como por exemplo o Skyscanner ou o Momondo. Por vezes fica quase ao mesmo preço voar numa companhia de bandeira, especialmente se necessitar de bagagem;
  • A bagagem é um do problemas das low cost. Por norma a bagagem de porão é paga à parte e a preços nada simpáticos. Se a bagagem de mão não lhe chega, é possível que ao adicionar bagagem a viagem fique bem mais cara do que numa companhia convencional. Para além disto, tenha em atenção as regras da bagagem de mão, não só os artigos proibidos como as dimensões da mesma. Se chegar à porta de embarque com uma bagagem que exceda as medidas a companhia pode obriga-lo a pagar por isso (bem caro!!);
  • Muitas vezes, para reduzir os custos operacionais as companhias low cost voam para aeroportos secundários ou muito afastados das cidades o que, para além do custo da ligação de autocarro ou comboio, implica por vezes mais de uma hora de viagem!;
  • Low cost não oferece refeições. Já as casas de banho, por enquanto, ainda são gratuitas 🙂

Principais companhias low cost a operar em Portugal

Avião da Transavia no aeroporto de Lisboa
Avião da Transavia no aeroporto de Lisboa

Viagens baratas para fora da Europa

Para quem está menos familiarizado com o meio, tenha em atenção que as companhias low cost não operam viagens intercontinentais, pelo menos para já. Isto é, para rotas muito longas já que há companhias low cost que voam para o Norte de África e Médio Oriente, como a Ryanair, Easyjet ou Transavia (embora não a partir de Portugal).

Se procura um voo regular para o continente americano ou asiático, por exemplo, terá de voar numa companhia “comum”. Mais uma vez os comparadores de preços que referi acima são uma ferramenta fundamental.

Flexibilidade

Esta é a palavra chave para conseguir voos baratos.

Seja flexível nos horários e datas! Certo é que o nosso ritmo de vida nem sempre permite esta flexibilidade mas é aqui que se se reflecte o ditado: “Tempo é dinheiro”. Se não tem tempo para ser flexível, terá de ter dinheiro para pagar esse tempo.

E porque não nos destinos? Certamente que tem uma lista de destinos onde quer ir uma vez na vida não é? Todos temos… Então, aproveite as promoções para realizar esse sonho.

O Skyscanner tem a grande vantagem de permitir pesquisar por mês. O seja, você escolhe o mês em que pode viajar e no calendário aparecem os melhores preços, por dia! Às vezes voando um dia antes ou depois pode representar uma enorme poupança.

Pesquisa mensal de voos no Skyscanner
Exemplo de pesquisa mensal de voos no Skyscanner

Estar atento às promoções das companhias aéreas é o primeiro passo. As redes sociais são aqui peça fundamental já que todas as companhias as publicitam nas suas páginas. Esteja atento ao Facebook e active as notificações nas páginas das companhias.

Alertas de preços

Outra dica é utilizar os alertas dos sites de pesquisa como o Skyscanner para que estes o alertem quando o preço para determinada rota baixar.

Não me vou estar a alongar sobre esta ciência já que o meu amigo Filipe explica tudo detalhadamente neste artigo: Como comprar voos baratos em 7 passos.

Como conseguir viagens ridiculamente baratas

Agora que teve paciência para ler tudo até aqui, vamos à verdadeira razão de eu ter escrito esta página.

Imagine o Japão. Gostava de lá ir não? Eu também e, embora não estivesse no topo das minhas prioridades, irei lá em Novembro. Um voo para Tóquio custava normalmente uns 800€. Actualmente, como a generalidade das rotas, estão mais baratos. Por uns 600 e poucos euros já voa para lá. Por vezes até por 500€.

Mas e se eu lhe disser que comprei o meu voo, ide e volta por 214€? Vai-me dizer que é impossível, que isso custa uma viagem na Europa, não é?

promoção voo japão
Viajar para o Japão por 214€ i/v. Bom preço não?

O segredo aqui (que não segredo nenhum) é tudo o que enunciei acima, mas a dobrar: muita flexibilidade (nas datas e destinos), muita atenção às redes sociais (em páginas que vou enunciar de seguida) e, muita rapidez a decidir e reservar.

Estes preço resultam por norma ou de tarifas-erro (error fare) ou de voos com regresso de, ou para, destinos diferentes do da partida os chamados open jaw.

Reservar rapidamente é fundamental. Especialmente as tarifas erro, por vezes só estão disponíveis por alguns minutos. Se encontrar uma que lhe interessa de manhã, não deixe para reservar à hora de almoço. O mais certo é já não estar disponível. Tem de reservar logo!

Há no entanto alguns aspectos a ter em conta:

  • Reserve unicamente online, no site da companhia ou agência onde se encontra essa tarifa, sem contactar a companhia. Caso contrário o mais certo é o erro ser corrigido (se for erro) e lá se vai a galinha dos ovos de ouro;
  • Tenha em atenção eventuais taxas que podem ser cobradas, quer de pagamento (em especial quando não reserva directamente na companhia aérea), quer de alterações ou no show;
  • Certifique-se de que caso não possa embarcar a companhia não lhe cobra taxa de no show. As companhias podem fazer isto, cobrar uma taxa caso você não embarque no voo. Por exmplo, num voo que reservei de Barcelona para Mumbai pela Qatar, o bilhete custou-me 301€ mas, se não fizer a viagem, a companhia cobra-me mais 175USD. Tenho mesmo de ir não é? 🙂 ;
  • Verifique se necessita de visto para o país de destino e quanto tempo o demora a obter, especialmente se for um voo de última hora;
  • Após comprar o voo respire fundo. Não comece logo a reservar hoteis ou voos de ligação. Aguarde por receber o seu bilhete electrónico e, se possível, espera mais uns dias. Por vezes as companhias não assumem os bilhetes vendidos com tarifas de erro.

Só encontro voos baratos a partir de aeroportos fora de Portugal

Problema? Talvez não! Muitos destas viagens são conseguidas em voos open-jaw ou seja, o regresso não é feito para a mesma cidade da partida. No entanto, nas viagens intercontinentais os aviões fazem normalmente escala no aeroporto base da companhia.

Veja este exemplo: eu comprei um voo para o Japão pela Ibéria. A partida é de Lisboa, faz escala em Madrid. Depois no regresso o destino final é Bruxelas, mas faz igualmente escala em Madrid. Uma vez que nas condições da compra a Ibéria não indica cobrar taxa de no-show, posso sair em Madrid e apanhar um voo low cost de volta a Portugal. Mesmo assim fica tudo a menos de metade do preço duma passagem normal!

O mesmo acontece por vezes em voos da TAP. Já vi casos de viagens para a América Latina com partida de Lisboa e regresso a um outro país da Europa. Só tem de sair em Lisboa.

Isto obriga no entanto a voar apenas com bagagem de mão, já que a de porão vai directa ao destino final! Tenha atenção a isso.

Obviamente que isto também só funciona no regresso. Se a ida for a partir de Madrid, com escala em Lisboa, por exemplo, não espera poder apanhar o avião só em Lisboa. Se não comparecer em Madrid, toda a reserva é cancelada automaticamente.

Onde encontrar estes voos error-fare, open-jaw e multi-destinos

ITA Matrix

O ITA Matrix é talvez a mais poderosa ferramenta de pesquisa de voos a que o comum mortal tem acesso (sinceramente não estou por dentro do negócio para saber qual o nível de informação a que uma agência de viagens, por exemplo, tem acesso).

Embora pouco intuitivo e sem um design atraente, esta é a melhor ferramenta para pesquisar voos open-jaw ou multi destinos. Ao contrário de outras, esta não encaminha o utilizador para os sites de reservas. Terá de ir às companhias e procurar novamente os voos.

A Matrix é ainda útil para programar stopovers escolhendo a opção multi-destinos. Imagine que vai voar para a Índia com escala em Doha. Normalmente iria fazer uma escala de 2 ou 3 horas. Porque não esticar essa escala para 1 dia ou dois e aproveitar para conhecer a cidade de Doha? Por norma isto é possível sem custos adicionais, mas nos sites das companhias nem sempre é muito fácil fazer estas reservas isto porque, ao escolher a opção multi-destinos, o site das companhias apresentam uma lista de voos em que seleccionando alguns deles vai obter valores de milhares de euros para a sua tarifa. Fazendo uma pesquisa prévia no ITA Matrix consegue saber em quais desses voos a sua tarifa não é alterada.

ITA Matrix, o poderoso motor de pesquisa de voos
ITA Matrix, o poderoso motor de pesquisa de voos

Páginas e redes sociais

Felizmente que nos últimos tempo têm surgido páginas onde os seus criadores partilham estas oportunidades, especialmente error-fare e open-jaw. De outra forma seria quase impossível conseguir encontrar tarifas.

  • Viagens Baratas: https://www.facebook.com/viagensbaratas.pt – apenas com presença no Facebook é a única página do género em Portugal, sendo que as ofertas apresentadas têm por norma base em aeroportos nacionais;
Exemplo de viagem volta ao Mundo por 895€
Exemplo de viagem volta ao Mundo por 895€

Mais dicas para  poupar

Em jeito de encerramento a este artigo, deixo mais duas dicas para poupar no aluguer de carro e nos hotéis.

Precisa de alugar carro na sua viagem? Eu raramente o faço, mas as poucas vezes que o fiz reservei no site Rentalcars. Siga este link e vai ver que consegue preços bem melhores que noutros sites ou directamente nas agências.

Para o hotel, que é outra das despesas da viagem a mina recomendação é o Booking.

Boas viagens!

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

3 COMENTÁRIOS

    • Jorge, é como digo no artigo, estes preços mais baixo só ficam disponíveis por poucas horas. É preciso estar atento e comprar logo. 🙂 Boas viagens

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.