Centro histórico de Sighişoara, Transilvânia, Roménia

2

Fundada no século XIII por artesãos e comerciantes alemães, Sighişoara foi uma pequena cidade medieval que desempenhou um importante papel estratégico e comercial na Europa Central.

O centro histórico mantém ainda hoje os traços dum centro urbano medieval com as suas ruas estreitas onde no piso inferior das casa funcionava uma loja ou uma oficina e nos pisos superiores a habitação.

Naturalmente que estas oficinas foram substituídas por restaurantes e lojas de recordações e os pisos superiores por hotéis, mas as fachadas, as ruas sombrias à noite e coloridas durante o dia mantêm-se lá, assim como as impressionantes igrejas e a enorme torre do relógio que protege a principal rua de acesso à zona alta da cidade.

Sighisoara é a cidade com a melhor iluminação nocturna que vi até hoje por isso, na sua viagem à Roménia inclua pelo menos uma noite aqui.

Locais a visitar

O centro histórico de Sighişoara é muito pequeno e não precisará mais do que meio dia e claro, uma noite, pela razão que já expliquei. Enquanto andar a deambular pelas estreitas ruas e pequenas praças, há alguns locais que não pode perder:

Torre do relógio

A enorme torre do relógio será o seu ponto de referência. É visível de quase todo o lado, assim como do seu topo se consegue ver toda a cidade. A todas as horas o seu relógio composto de alguns bonecos animados toca as horas e de um dos lados uma figura apelativa, baseada na mitologia, indica qual o dia da semana em que estamos.

Torre do relógio em Sighisoara
Torre do relógio em Sighisoara, Transilvânia, Roménias

É possível subir ao topo da torre visitando o museu que se encontra no seu interior. À boa maneira da Roménia, há uma taxa extra para tirar fotos, que a meu ver não vale a pena pagar. Na varanda no topo não há ninguém a controlar quem tira fotos.

Relógio em Sighisoara, Transilvânia, Roménia
Relógio em Sighisoara, Transilvânia, Roménia
Vista da torre do relógio em Sighisoara
Vista da torre do relógio em Sighisoara, Transilvânia, Roménia

Casa onde nasceu Vlad Tepes

Situada na praça em frente à torre do relógio, foi nesta casa amarela que nasceu em viveu o mais famoso dos habitantes de Sighişoara: Vlad Tepes, imortalizado na obra de Bram Stoker, “Drácula“.

casa vlad tepes
Casa onde nasceu Vlad Tepes em Sighisoara, Transilvânia, Roménia

O verdadeiro personagem histórico, o príncipe Vlad, terá nascido aqui em Dezembro de 1431, filho de Vlad II Dracul e vivido até aos 4 anos de idade, ficando conhecido como excelente estratega militar na defesa do seu território contra os otomanos e a técnica do empalamento que usava para aterrorizar os seus inimigos.
No piso inferior da casa funciona hoje um restaurante.

Escadaria coberta

Com 175 degraus, esta escadaria conduz à igreja Luterana da colina, na zona mais alta da cidade e é coberta com uma estrutura de madeira.

Este tipo de construção é comum na Transilvânia e pode-se encontrar por exemplo em Biertan, uma igreja fortificada a poucos quilómetros daqui.

Escadaria coberta em Sighisoara
Escadaria coberta em Sighisoara, Transilvânia, Roménia

Torres e Museus

Em redor da cidade velha há algumas torres, cada uma com uma arquitectura diferente, mas com um elemento em comum: os enormes telhados inclinados.

Sighişoara tem ainda alguns museus, dos quais se destaca o museu de história, na torre do relógio, onde ao longo dos vários pisos pode conhecer um pouco da história da cidade, ver de perto as figuras do relógio e contemplar as melhores vistas sobre a cidade da varanda do topo.

Com entrada por baixo da torre do relógio pode ainda visitar a minúscula sala da tortura e na praça em frente a esta o museu de armas.

Torre em Sighisoara, Transilvânia, Roménia
Torre em Sighisoara, Transilvânia, Roménia

Onde comer e dormir

Sighişoara tem uma boa oferta de restaurante e hoteis.
Os melhores locais para comer encontram-se em redor da praça Hermann Oberth, na zona baixa da cidade fora das muralhas. Aí há alguns restaurantes e explanadas onde se pode comer a bom preço, desde pratos típicos a pizzas, etc.

Eu jantei no “Rustic”, um restaurante rústico, como o nome indica. Tem uma boa atmosfera e serve deliciosos pratos típicos assim como excelente vinho da Transilvânia.

Para dormir, há imensos hotéis, para todas as carteiras, dentro e fora da zona histórica. Pode ver aqui preços e informações de quase todos os  Hoteis em Sighisoara.

O melhor é que por poucos euros pode dormir num hostel mesmo no centro da zona histórica. Eu primeiro tentei ficar na Pensão Cristina & Pavel, que fica mesmo no inicio da escadaria coberta, mas estava cheio. A senhora foi muito simpática e indicou-me outro hostel, o Burg hostel, onde acabei por ficar. Os preços por noite rondam os 10€.

Transportes

A melhor forma de chegar a Sighişoara de transportes públicos é recorrendo ao comboio. Há várias partidas e chegadas diárias para outras cidades da Transilvânia com Sibiu, Brasov, ou mesmo para Cluj Napoca e daqui ligações para Suceava na Bucovina. É ainda possível apanhar comboios internacionais para Budapeste ou Viena por exemplo.

Mapa de Sighisoara


Ver Sighisoara num mapa maior

Kit de viagem para a Transilvânia

ALUGAR CARRO

A minha sugestão é que faça a sua reserva neste site Rentalcars Roménia, já que vai conseguir um preço mais barato do que alugando directamente nas agências. Boa viagem!

RESERVAR HOTEL

Aproveite a minha recomendação e use este site para encontrar o seu hotel ao melhor preço: Hotéis na Transilvânia.

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

2 COMENTÁRIOS

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.