Castelo de Kerak na Jordânia; Breve história, onde fica, o que visitar, como chegar

1

O castelo de Kerak encontra-se a 140km a Sul de Amman pela King’s Highway.  O castelo propriamente dito está construído sobre impressionantes muralhas num morro 930m acima do nível do mar.

Muralhas do castelo de Kerak
Muralhas do castelo de Kerak

Breve História:

Embora já houve-se ali uma povoação desde a idade do ferro, que mais tarde seria mesmo referida na bíblia como Qer Harreseth, o castelo propriamente dito foi começado a construir por volta de 1140 por ordem de Balduino II, rei cristão de Jerusalém.  Mais tarde, entre 1183 e 1189 Saladino cercou por 3 vezes o castelo até o conseguir conquistar.

Durante estes cercos os habitantes foram obrigados a vender as mulheres e os filhos em troca de comida.  Mais recentemente, durante o domínio otomano, o castelo de Kerak desempenhou um papel importante por se encontrar na intersecção das rotas entre a Síria, Arábia e Egipto.

Ainda hoje existem no local alguns canhões dessa época. O castelo que é uma mistura de arquitectura bizantina, árabe e europeia encontra-se actualmente em recuperação, estando aberto desde 2004 um interessante museu numa das partes recuperadas do seu interior que conta a história do castelo e das cruzadas.

Impressionantes as muralhas deste castelo na Jordânia, Kerak
Impressionantes as muralhas deste castelo na Jordânia, Kerak

Visitar o castelo de Kerak

A entrada no castelo custa 1JD e este abre às 8 da manhã. Para uma visita completa são necessárias cerca de duas horas pois o castelo é bastante grande e existem algumas passagens difíceis de encontrar. Há inúmeras passagens subterrâneas que eram usadas como celas da prisão e outras como mercado!

Canhão à entrada do castelo de Kerak, Jordânia
Canhão à entrada do castelo de Kerak, Jordânia

A zona Oeste encontra-se já completamente recuperada e é aí que funciona o museu. Por baixo encontram-se umas enormes salas que eram usadas como armazém. Para lá entrar deve pedir a chave no museu pois a porta de acesso encontra-se fechada.

Pátio no interior do castelo de Kerak, parcialmente em ruínas
Pátio no interior do castelo de Kerak, parcialmente em ruínas
Arco gótico em ruínas no castelo de Kerak na Jordânia
Arco gótico em ruínas no castelo de Kerak na Jordânia

Acordamos cedo no dia 10 e fomos os primeiros a entrar no castelo pois normalmente que visita Kerak não fica lá a pernoitar mas vem de Ammam ou Petra. O castelo encontra-se em obras, e as zonas já recuperadas estão muito bonitas, as outras, muito deterioradas. O complexo é enorme e com muitas passagens subterrâneas, sendo aconselhável mas desnecessário levar uma lanterna para explorar todos os túneis das prisões.  É uma verdadeira aventura visitar este castelo que parece interminável e sempre com algo mais para dar. Uma surpresa a cada esquina dum túnel sombrio. Fez-me sonhar com o Crak do Cavaleiros na Síria, que viria a visitar dois anos depois. Durante as duas horas que por lá andámos não apareceu mais nenhum turista.

Mais fotografias do castelo de Kerak

Quer mais? Veja este meu album no Flick com todas as fotografias do castelo de Kerak que tirei em 2008.

Como chegar e onde dormir

Depois de uma manhã pelo Monte Nebo e pelo Mar morto na companhia de alguns amigos que conheci nesta viagem, eu, a Soumaya e a Loes (duas raparigas holandesas) apanhamos um autocarro para Kerak.

Estes largam os passageiros no sopé da colina. Para chegar ao topo pode ir facilmente a pé, de táxi ou negociar uma boleia com um condutor local.

Chegamos assim já ao fim do dia e ficamos num hotel mesmo ao lado do castelo. Pela primeira vez tive de regatear o preço dum quarto de hotel. Ficou por 5JD com pequeno almoço e chá a toda a hora. A principio foi-me indicada uma WC que depois foi definida pelo próprio recepcionista como “hazards toillet”. Estava tudo partido, não tinha água corrente, e assim que tentei rodar a primeira torneira fiquei a fazer malabarismo com ela. Embora não muito satisfeito com isto, fartei-me de rir da situação. Por fim ele lá me indicou outra em que embora com mau aspecto, tudo funcionava, incluindo a água quente e o papel higiénico, coisa pouco popular nestes países.

Mapa de Kerak


Ver Kerak num mapa maior

1 COMENTÁRIO

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.