Campos de chá de Gurué, Moçambique

1

Gurué não fazia parte dos meus planos de viagem para Moçambique, mas acabei por aceitar a recomendação de algumas pessoas, inclusive da minha irmã que viaja comigo e passar por lá a caminho do Malawi.

Conhecida antes da independência como Vila Junqueiro, a cidade de Gurué fica no sopé do monte Namuli que com 2419m é a segunda mais alta montanha de Moçambique.

A principal actividade da região é a cultura de chá e os seus campos estendem-se em redor da cidade, cobrindo as colinas de verde.

Campos de Chá de Gurué
Campos de Chá de Gurué em Moçambique
Gurué em Moçambique
Campos de Chá de Gurué em Moçambique
Crianças a brincar junto aos campos de chá de Gurué em Moçambique
Crianças a brincar junto aos campos de Chá de Gurué em Moçambique

Qualquer pessoa pode caminhar livremente pelos campos e visitar as fábricas de chá onde este é processado. As montanhas em redor proporcionam óptimos locais para caminhadas, observação de pássaros e escalada.
A própria cidade de Gurué é muito bonita, com vários edifícios coloniais muito coloridos e bem conservados.

Informações práticas

Transportes

Gurué fica bem no interior da província da Zambézia e chegar lá implica bastantes horas de viagem. Nós felizmente tivemos boleia de Nampula para lá. Caso contrário esperavam-nos umas 6 ou 7horas de viagem de minibus, e a respectiva escala em Alto Molocué.

Há ainda a alternativa de viajar de comboio de Cuamba ou Nampula até Mutuali e aí apanhar um chapa para Gurué, que levará umas 4horas, por terra batida, havendo também chapas directos para Cuamba

De Gurué pode-se ainda chegar ao Malawi. Foi o  que eu fiz, pela fronteira de Milange. É uma experiência de viagem que recomendo, mas assegure-se que está preparado física e sobretudo psicologicamente. A viagem é feita na caixa de uma carrinha, com tanta gente e mercadoria quanta aparecer, por pistas de pó e/ou lama, conforme a estação do ano. São aproximadamente 200km que nos levaram exactamente 10h a percorrer.

Os chapas começam a sair pelas 3h da manhã e recomendo que apanhe dos primeiros. Nós apanhámos o último, às 6 da manha, chegando a Milange às 16h da tarde.

Comida e dormida

Há várias pensões e restaurantes no centro da cidade, muito habituada a receber estrangeiros que vê especialmente em trabalho.

Nós ficámos na missão católica dos padres Dehonianos que aparte de já os conhecer-mos, prestam um serviço muito bom. Têm dormitórios e quartos duplos e individuais, com boas condições e preços a rondar os 600Mt. Dispões ainda de um serviço de cantina onde é possível jantar e almoçar mediante marcação prévia. Encontrámos aqui muitos portugueses que estão a trabalhar nesta zona de Moçambique e escolhem ficar ali alojados.

Fica nota de que há noite terá por certo a companhia de osgas no quarto, que são animais perfeitamente pacíficos e anda têm o benefício de comerem os mosquitos.

Mapa do Gurué


Ver Gurué num mapa maior

Este artigo pode conter links afiliados.
Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

1 COMENTÁRIO

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.