Área de Santa Catarina, Sinai; Património da Humanidade UNESCO no Egipto

1

A área de Santa Catarina é um dos locais património da humanidade que tenho marcado para revisão, pois quando lá estive não visitei o mais importante: o mosteiro.
Este está construído na base do monte Sinai, onde Deus terá entregue as tábuas da lei a Moisés, sendo portanto um local sagrado para as três religiões monoteístas. O mosteiro foi construído no séc. VI, e é actualmente o mosteiro cristão mais antigo ainda em uso.

As suas características arquitectónicas são típicas da arte bizantina e, no seu interior, podem observar-se importantes peças de arte, incluindo mosaicos árabes, ícones gregos e russos, pinturas ocidentais a óleo e em cera, mármores, esmaltes e ornamentos sacerdotais. O mosteiro tem ainda a segunda maior colecção do mundo de iluminuras (a maior é a do Vaticano), com cerca de 3500 volumes em grego, copta, arménio, árabe, hebraico, Línguas eslavas e outros idiomas.

Existe ainda, dentro do mosteiro, uma pequena mesquita do século X ou XI e uma capela, chamada Capela de São Trifónio, onde se encontra a “Casa dos Crânios”. Conta-se que o profeta Maomé teria visitado a região e, tendo sido bem tratado pelos monges ortodoxos, prometeu-lhes a sua protecção, o que se tornou uma orientação para todos os muçulmanos daí para a frente.

A minha visita

mosteiro de Santa Catarina
Junto ao mosteiro de Santa Catarina no Sinais em 2009

Visitei esta zona em Fevereiro de 1999 numa peregrinação à Terra Santa que fiz com os meus pais e um grupo de outras pessoas. O programa incluía uma ascensão opcional a pé ao monte Sinai para ver o nascer do Sol. É claro que fui!

Foi o meu primeiro contacto com o deserto e ainda hoje tenho na memória as cores do Sol nas rochas pela manhã, muito parecido com Wadi Rum, ali ao lado, na Jordânia.

Infelizmente, na altura não sabia da importância daquele mosteiro velho que estava lá na base, por isso nem fiz birra para visitar.

Para quem quiser visitar este local, vindo de Israel ou da Jordânia, não necessita de tirar visto para o Egipto. É dado na fronteira um visto válido por 15 dias para a península do Sinai.

Mapa do Sinai


Ver sinai num mapa maior

1 COMENTÁRIO

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!