28-08-2008 Luxor, Frankfurt

0

Estava desde o inicio destinado que este ia ser o ultimo dia da minha viagem. O primeiro bilhete que comprei para esta viagem foi o de Luxor para Frankfurt, ainda sem saber muito bem o que ia fazer… fiz bem!

Fui à “boleia” paga com o dono do hotel, que me fez mais barato que o táxi, mas chegámos mesmo em cima da hora. O check in estava mesmo a fechar. Por pouco não ficava em terra. Ainda assim, terminou como previsto: pelas 11 da manha descolei de Luxor, e a meio da tarde estava a chegar a Frankfurt.

Voo de Luxor para Frankfurt

Foi um verdadeiro trauma regressar à “civilização”, ainda para mais, ao país mais evoluído onde já estive (e nunca tinha estado antes). Desde logo o respeito pelos peões. Senti-me como aqueles filmes em que um tipo que sempre viveu na selva vem para a grande cidade e tudo o surpreende. A mim espantava-me o simples facto dos carros pararem para os peões passarem.  Tive também a “sorte” de encontrar verdadeiramente a fria, tristonha e velha Europa, nuns dias muito enevoados, e mesmo a ameaçar chuva, isto depois de mês e meio de calor sufocante. Era o triste regresso à realidade.

Frankfurt vista do rio Meno com os arranha céus no horizonte

Espantou-me mais que os arranha-céus e as sex-shops sempre presentes ver todas as classes de pessoas a andarem de bicicleta.  desde os mais pobres até aos executivos de fato e gravata! Fiquei alojado no Frankfurt hostel, mesmo em frente à estação de Hauptbahnhof, e o resto da tarde e o dia seguinte foram passados a deambular pela cidade, as praças e catedrais mais importantes e os arranha-céus.

No dia seguinte ao inicio da noite  apanhava o autocarro para Hahn de onde às 6 da manhã sairia o meu voo de regresso a Portugal com que concluía este périplo.

Clique aqui para ver os outros dias desta viagem

Este artigo pode conter links afiliados.

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.