03-08-2008 Göreme

0
O segundo dia e, Göreme foi dedicado ao Love Valey, Pigeon Valey e ao castelo de Uçishar. Ia com a ideia de alugar uma bicicleta pois a primeira vez que vi imagens da Capadócia foi num filme me BTT, o velhinho Kranked 3, mas depois de provar o terreno no primeiro dia desisti da ideia. O piso é muito arenoso e com muitos altos e baixos. Só mesmo com uma bicicleta boa para fazer umas brincadeiras e uma carrinha para subir, e já estou velho demais para isso. Comecei por isso a minha caminhada pelo Love Valey. Percebe-se logo pela forma das rochas o porque de Love Valey…
Love Valey
Love Valey

pc-img_1583 pc-img_1592 pc-img_1588 pc-img_1590

O Love Valey termina convenientemente junto a Uçishar, o Ponto mais alto da Capadócia, com o seu “castelo” esculpido na rocha e os melhores hotéis da região na sua encosta.  A entrada no dito castelo é paga, mas vale a pena pela visão de topo do mundo (ou da lua neste caso) que se tem lá de cima.
Castelo de Ushisar
Castelo de Uçishar

pc-img_1604 pc-img_1611 pc-img_1613 pc-img_1614

pc-img_1615Por todo o lado na Turquia há à venda Turkish Viagra. Vim depois a saber que não há nenhuma recita especifica para este afrodisíaco. Qualquer mistura de frutos secos serve. Vê-se muito também barracas de venda de “Genuine Fake Watches”: autenticas réplicas das melhores marcas de relógios :)O resto da tarde foi passada no Pigeon Valey e outros vales de que não me lembro o nome. Neste vale, encontram-se poucos turistas e existem muitas casas na rocha abandonadas mas em muito bom estado de conservação , sendo possível entrar nelas e bisbilhotar como seria a vida lá.
A dada altura cheguei a um local onde no hostel já me tinham avisado que a passagem era difícil mas bastava contornar. Ali perto estava um senhor que dizia morar numa daquelas casas, acompanhado por um casal de franceses e que me convidou para um chá. Entretanto chegaram duas raparigas francesas que caminharam para o “precipício”. Ele previu logo que elas regressariam, e assim foi. Minutos depois estavam connosco, a tomar um chá, e terminado este, lá foi ele mostrar-nos o caminho para contornar o perigo. No fim queria um gorjeta, mas eu lá me escapei seguindo por outro caminho. Hoje não me orgulho muito disso, mas pronto… os outros pagaram por mim.

_

pc-img_1637 pc-img_1635 pc-img_1636

Com tudo isto cheguei a Göreme com tempo ainda para ir tomar um duche antes de partir para mais uma viagem nocturna até Selçuk.

-

Clique aqui para ver os outros dias desta viagem

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!