Viajar de autocarro da Itália para a Roménia na Eurolines

2

Com a expansão das companhias de aviação de baixo custo, viajar de autocarro ou comboio pela Europa caiu em desuso nos últimos anos, já que o avião alia a rapidez ao baixo custo. Se o comboio ainda mantém alguma popularidade, especialmente para o mítico interrail, o autocarro, especialmente para longas distâncias é visto apenas como último recurso.

Viagem na RoméniaEm Maio de 2010 acabei a viajar de autocarro de Milão para Brasov depois de ver o meu voo Milão – Sófia cancelado devido a uma greve em França. Quando vi que tinha ficado em terra comecei a pesquisar que alternativas teria para chegar ao meu destino por terra, já que um re-agendamento do voo iria fazer-me esperar alguns dias, e eu queria era viajar. Assim, lembrei-me de ter lido na net que era possível viajar de autocarro da Bulgária para Portugal em linhas regulares de autocarro, logo, deduzi eu, também o seria de Itália para a Bulgária. Encontrei assim autocarro de Milão para Sófia, mas que só saía daí a dois dias. Como estava no primeiro dia da minha viagem, e ansioso por conhecer novos locais, acabei por optar ir para Bucareste no dia seguinte e depois apanharia comboio para Sófia.

Acerca da Roménia apenas me lembrava que era lá o castelo do Drácula. Assim, telefonei a uma amiga que me arranjou as informações necessárias para lá chegar. Por sorte, a rota do autocarro passava mesmo por Brasov, a cidade junto ao castelo, e por isso parei logo ali, tendo seguido para Bucareste apenas no dia seguinte.

Todos os passageiros à excepção dum grupo de Italianos turistas que entrou em Pádova e de mim, eram Romenos, pelo aspectos trabalhadores emigrantes em França, que usam o autocarro para se deslocar para a sua terra. O próprio autocarro e tripulação era romena.

Bilhetes e garagem Eurolines em Milão

Garagem de Lampugnano, Milão, ItáliaComprar bilhetes de autocarro Eurolines em Milão é muito fácil: basta ir ao posto de turismo na praça do Duomo e eles tratam de tudo. A reserva é feita pela net, mas assim evita de ir a um cybercafé. Eles imprimem, pode pagar em dinheiro e recebe logo um mapa do local onde fica a garagem.

Os autocarros partem da garagem de Lampugnano, onde se pode chegar de metro. Também aí pode comprar o seu bilhete e obter informações.

O autocarro em que eu fui, vinha de Marselha, e tinha partida prevista para as 13:30, mas acabou por sair com 2 horas de atraso. No entanto as chegadas na Roménia já se efectuaram às horas previstas.

Pode também comprar o seu bilhete online em: http://www.eurolines.com/

Preço da Viagem

Milão – Bucareste (Jovem): 76,50€  (em Maio 2010)

Milão – Bucareste (normal, Agosto 2010): 103€

Milão – Bucareste (Jovem, Agosto 2010): 92,70€

O preço para Brasov é o mesmo.

Como é a viagem

Castelo de Bran, Roménia

Ia um bocado apreensivo quando entrei nesta aventura de mais de 30 horas num autocarro. O máximo que já tinha feito eram 12 horas na Turquia. Ainda assim, não foi difícil. Os bancos dão para inclinar até quase à horizontal, dando para dormir durante a noite. Durante quase toda a viagem se vêm os filmes dos DVD’s piratas que eles transportam, e há paragens de 15 a 20 minutos a cada cerca de 3 horas, para mudar de condutor, comer, reabastecimento, descanso. À chegada à Roménia os passageiros são distribuídos por dois autocarros, conforme o seu destino.

Castelo do Drácula em Bran, Roménia

Itenerário

Partida Milão: 15:20   –   Pádova (18:50)   –   Veneza   –   Fronteira Eslovénia (ao anoitecer)   –   Ljubliana   –   Maribor   –   Fronteira Hungria   –   Budapeste   –   Fronteira Roménia (7:00)   –   Arad  –  Brasov (19:00)   –   Bucareste (22:30)

O autocarro apenas fez paragem para recolha de passageiros na Itália e Roménia. De resto, foi sempre a andar! 🙂


Ver milao brasov num mapa maior

Fotografias da Viagem

2 COMENTÁRIOS

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!