Furnas: jardins, lagoas, fumarolas e cozido

5

Furnas: jardins, lagoas, fumarolas e cozido - AÇORES

No vale das Furnas podemos encontrar um pouco de tudo o que de melhor a ilha de São Miguel e os Açores tem para oferecer. A juntar ao omnipresente verde dos campos, encontra-se aqui um dos mais belos jardins do mundo, assim como uma forte actividade vulcânica que se faz sentir nas fumarolas e trespassa para a gastronomia, com o famoso cozido das furnas.

Assim, na nossa viagem a São Miguel decidimos passar o primeiro dia e a primeira noite nas Furnas e, depois de pegar o carro que alugámos, seguimos pela Ribeira Grande, fizemos uma paragem para provar um chá na fábrica da Gorreana e chegámos já ao final do dia às Furnas.

Vindo do lado da Ribeira Grande percorremos algumas estradas secundárias há hora a que as vacas estão na ordenha tendo chegado ao miradouro do Pico do Ferro sob um nevoeiro cerrado. A vista era nula, mas haveria-mos de voltar no dia seguinte já com um tempo espectacular conforme testemunha esta foto.

Vale das Furnas visto do miradouro do Pico do Ferro
Vale das Furnas visto do miradouro do Pico do Ferro

Parque Terra Nostra

A escolha para o hotel nas Furnas só podia ser uma: o hotel Terra Nostra, que fica no parque do mesmo nome. O parque Terra Nostra é um dos mais fascinantes jardins botânicos que se possa imaginar e foi mesmo nomeado como um dos mais belos jardins do mundo pela revista Condé Nast.

Quarto do Hotel Terra Nostra, Furnas
Quarto do Hotel Terra Nostra, Furnas

Os hospedes do hotel têm acesso gratuito e directo ao jardim. Os outros visitantes têm de pagar 6€ (adultos) ou 3€ (crianças) O parque está aberto das 10h00 às 19h00 todo o ano, com excepção de Fevereiro e Março em que fecha às 17h30. Os hospedes do hotel podem ficar até às 22h00 no tanque termal.

A piscina de águas férreas no Parque Terra Nostra, Furnas
A piscina de águas férreas no Parque Terra Nostra, Furnas

Nós chegámos já tarde, mas saltámos logo para os banhos, para aproveitar a água que é realmente quente, num ambiente muito tranquilo, especialmente depois do parque fechar em que ficamos poucos no tanque. É aconselhável levar um fato de banho pelo qual não tenha muita estima, já que este vai ficar da cor da água! Na entrada do parque há toalhas para alugar por 2€. Aos hóspedes do hotel é fornecida gratuitamente.

Fetos arbóreos no Parque Terra Nostra
Fetos arbóreos no Parque Terra Nostra

No dia seguinte começámos por visitar o resto do parque. Facilmente se gastam aqui duas ou três horas sem que se consiga ver todos os cantos. As camélias são uma constante já que se trata de uma das maiores colecções desta espécie, do mundo mas, não faltam centenas de outras espécies endémicas, como os fetos arbóreos e, outras importadas.

A maior colecção de cicas da Europa no parque Terra Nostra
A maior colecção de cicas da Europa no parque Terra Nostra

Um dos recantos que mais gostei foi do pequeno “vale” das cicas, onde algumas dezenas de variedades aqui rodeadas de uma alta sebe, constituem a maior colecção do género na Europa.

O parque teve a sua origem na construção da casa do cônsul dos Estados Unidos, Thomas Hickling em 1780, que hoje se encontra junto ao tanque termal. Mais tarde propriedade dos Viscondes da Praia e da família Bensaude, o parque foi sucessivamente ampliado até à dimensão que podemos hoje encontrar.

Facilmente se passam várias horas a passear no parque Terra Nostra
Facilmente se passam várias horas a passear no parque Terra Nostra

Se as fotografias e o texto acima abriam o apetite, fica aqui o álbum do Flickr com todas as fotografias que tirei no parque. Espero que aprecie! Fotografias do Parque Terra Nostra

Fumarolas

A actividade vulcânica é uma constante em toda a ilha de São Miguel, mas é nas Furnas que esta se manifesta com mais força. Descendo cerca de um quilómetro do parque Terra Nostra chega-se à zona das fumarolas e das nascentes de águas termais.

As fumarolas nas Furnas libertam vapores com cheiro a enxofre
As fumarolas nas Furnas libertam vapores com cheiro a enxofre

As várias caldeiras libertam vapores e o tão desagradável cheiro a enxofre sobre pelas narinas. É algo de assombroso ver esta verdadeira força da natureza a ser libertada, não só nas caldeiras mas igualmente pela terra, pelas tampas corroídas das caixas de esgotos, pelas lamas que borbulham incessantemente. Tudo fumega.

Há nos muros várias nascentes de águas termais. Algumas delas têm uma sabor inesquecível de tão forte e desagradável que é. Outras são até bastante agradáveis, com um sabor semelhante à Água das Pedras, mas com menos gás. Todo este espaço está ali mesmo no meio das casas é de visita gratuita. Neste álbum pode ver várias fotografias deste local.

Neste álbum do Flicrk tem mais fotografias das fumarolas das Furnas.

A lagoa e o cozido

Lagoa das Furnas vista do miradouro do Pico do Ferro
Lagoa das Furnas vista do miradouro do Pico do Ferro

É nas margens da lagoa das Furnas, uma das maiores de São Miguel, que se confecciona o tão famoso prato: o cozido das Furnas. A lagoa fica umas centenas de metros acima da vila das Furnas. O acesso custa 0,5€ por pessoa e o carros pagam 0,25€ por cada 15 minutos que fiquem no parque de estacionamento junto às caldeiras onde é confeccionado o cozido.

O tão afamado cozido das Furnas a ser retirado da caldeira
O tão afamado cozido das Furnas a ser retirado da caldeira

Como no primeiro dia não tínhamos reservado a refeição em nenhum restaurante, voltámos 2 dias depois para saborear o pitéu. Qualquer pessoa pode cozinhar nas caldeiras, mas é necessário ter a panela e preparar os ingredientes, coisa que a maioria dos visitantes não tem possibilidade. Se ainda assim conseguir, com algum amigo da ilha, por exemplo, o preço a pagar para lá cozinhar a sua refeição é de 3€.

As panelas são colocadas nas caldeiras pelas 6h00 da manhã e retiradas pelas 12h30, para o almoço, altura em que são colocadas as do jantar. A caldeira tem de ser fechada com uma tampa de madeira e coberta com terra e não pode mais ser aberta até estar pronto, ao contrário por exemplo das caldeiras da Ribeira Grande, que também visitámos e onde a temperatura é muito superior à destas.

Eu fiz a reserva por telefone par ao restaurante Tony’s, que fica mesmo no centro da vila, junto à igreja. A julgar pela quantidade de clientes, dá para ver que este é um dos locais de eleição para saborear o cozido. O Tonys é um típico “tasco” à portuguesa, com boa comida, toalhas de papel, muitos clientes e jarros de vinho. A reserva é mesmo obrigatória, pelo menos em época alta, caso contrário vai comer um bitoque ou algo assim! Os contactos são: 296 584 290, 962487893, 962487895 ou 961877924. Eu reservei no próprio dia de manhã cedo e foi suficiente.

O cozido das Furnas já servido e pronto a comer no Tony's
O cozido das Furnas já servido e pronto a comer no Tony’s

Este é então o aspecto do cozido das Furnas. Já tinha ouvido dizer mal, porque sabia muito a enxofre e etc e tal, mas eu gostei. Gostei mesmo. Só o arroz que acompanhava, por momentos me cheirou muito a enxofre, mas passou e pouco sobrou!

Na segunda vez que visitei a ilha de São Miguel, em Dezembro de 2015, decidi ir experimentar o cozido noutro restaurante: o Miroma. Reservei na véspera já que éramos 8 pessoas. Embora sem grande diferença acabei por achar o cozido do Tonys melhor. O do Miroma talvez tivesse uns enchidos de melhor qualidade. O preço pago aqui pelo cozido foi de 13,5€ por pessoa, mais bebidas. O Miroma é um restaurante mais calmo, com toalhas de pano e empregados atenciosos, embora ligeiramente mais caro que o Tonys. Os contactos telefónicos são: 296584422 e 962970205.

Igreja da Senhora das Vitórias junto à lagoa das Furnas
Igreja da Senhora das Vitórias junto à lagoa das Furnas

A Poça da Dona Beija

Na minha segunda visita às Furnas, decidi experimentar um outro local muito popular para banhos termais: a Poça da Dona Beija. Mesmo sendo Dezembro e fora da época natalícia, o pequeno espaço estava repleto de gente.

A Poça da Dona Beija teve o seu nome inspirado numa novela brasileira e estende-se ao longo de um ribeiro onde foram criadas várias piscinas aproveitando as fontes termais de água quente.

Entrada na Poça da Dona Beija, Furnas
Entrada na Poça da Dona Beija, Furnas

A entrada custa 3€ para adulto e 2,5€ para crianças. Estão disponíveis balneários para trocar de roupa e, quem não tiver toalha, também aqui pode alugar uma por 2€. Ao final do dia é quando chegam mais banhistas, já que a poça está aberta até às 23h00.

Poça da Dona Beija nas Furnas
Poça da Dona Beija nas Furnas

A grande vantagem deste local para o tanque do parque Terra Nostra é que aqui a água é límpida e não amarela como a outra. Se tiver possibilidade, experimente ambos os banhos e ainda a Caldeira Velha, essa sim, o meu local favorito para um banho na ilha de São Miguel.

Eu pessoalmente, nas Furnas, preferi a calma e a beleza da envolvente do parque Terra Nostra à limpeza das lotadas Poças da Dona Beija.

Poça da Dona Beija à noite
Poça da Dona Beija à noite

Mais fotografias das Furnas pode encontrar neste álbum.

Mapa das Furnas

Kit de viagem para São Miguel

ALUGAR CARRO: A minha sugestão é que faça a sua reserva neste site Rentalcars Açores, já que vai conseguir um preço mais barato do que alugando directamente nas agências. Eu escolhi sempre carros da Ilha Verde e correu sempre bem. Boa viagem!

HOTEL: Aproveite a minha recomendação e use este site para encontrar o seu hotel ao melhor preço: Hotéis na Ilha de São Miguel

Guardar

Guardar

Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

5 COMENTÁRIOS

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!