banner_chipre

 

Devido à sua posição geográfica, o Chipre foi desde tempos remotos um importante ponto de passagem para as rotas marítimas do Mediterrâneo, e consequentemente um local de encontro das diferentes culturas que ladeiam este mar.

Actualmente a ilha está dividida ao meio entre o República do Chipre e a República Turca do Norte do Chipre, e ainda dois pequenos territórios que constituem as bases soberanas do Reino Unido.

A minha viagem ao Chipre

Em Julho de 2010, depois de ter andado algumas semanas pelas Síria, Líbano e Turquia, apanhei o barco do porto de Tasucu para Cirénia, uma cidade portuária no zona norte da ilha. Estive ao todo 5 dias na ilha, assim distribuídos:

  • 1º dia: Cirénia e Farmagusta
  • 2º dia: Farmagusta e Nicósia
  • 3º dia: Montanhas de Troodos
  • 4º dia: Montanhas de Troodos e Paphos
  • 5º dia: Larnaca

Tendo em conta que recorri unicamente a transportes públicos e à boleia, consegui fazer uma boa visita à ilha para o tempo que tinha disponível. Com mais uns dias, teria explorado melhor a costa norte da ilha, na parte turca e estado mais tempo na peculiar cidade dividida de Nicósia.

Locais a visitar no Chipre (República Turca do Norte)

Cirénia, cidade portuária do norte do Chipre

Girne é o nome turco para a cidade de Cirénia (ou Kyrenia), no norte da ilha. A invasão dos turcos, em 1974 foi só a última das dezenas que este importante porto testemunhou ao longo da história.

O local já era habitado antes do Neolítico, a cidade viu por lá passarem egípcios, gregos, romanos, vários exércitos de cruzados a caminho de Jerusalém, otomanos e britânicos.

Barcos de recreio na marina de Cirénia, Chipre
Barcos de recreio na marina de Cirénia, Chipre

 

Lala Mustafa Paşa Camii, Farmagusta, ChipreCidade de Farmagusta (Magusa)

Depois de Cirénia, Magusa foi a segunda cidade que visitei na ilha. É uma cidade costeira, com um património riquíssimo, de onde se destaca a peculiar mesquita de Lala Mustafa, que combina os arcos góticos da igreja original com os minaretes.

Junto a Farmagusta fica a “cidade fantasma” de Varosha, antiga estância balnear, interdita desde a invasão turca de 1979.

 

 Locais a visitar no Chipre (República)

Lefkosia (Nicosia), Chipre, parte turca; Julho 2010Lefkosia (Nicosia), capital do Chipre

A cidade de Nicósia, apelidada agora de Lefkosia, é a capital do Chipre.

Para mim, e penso que para qualquer viajante, o mais fascinante nesta cidade é que actualmente é a única capital europeia que se encontra dividida, à semelhança de Berlim nos tempos da guerra fria.

 

 Larnaca, ChipreCidade de Larnaca

Larnaca é uma cidade costeira no sul da ilha, com boas praias e muita animação de noite e de dia.

Um bom local para relaxar e dar uns mergulhos nas águas quentes do mediterrâneo, mas também para conhecer o património cultural existente. Foi o ultimo local onde estive antes de voar daqui para Londres.

 

Património da Humanidade

O Chipre tem no seu território 3 locais classificados como património da humanidade pela UNESCO dos quais na minha viagem visitei dois: as ruínas na cidade costeira de Paphos e algumas igrejas de Troodos.Não tive infelizmente oportunidade de visitar as ruínas neolíticas de Choirokoitia. Nestas páginas pode ver fotografias e informação sobre os locais que visitei:

Tumulos dos Reis em Paphos, ChiprePaphos, Património da Humanidade no Chipre

Povoada desde o Neolítico, Paphos era já no período pré Helénico um centro de culto a divindades relacionadas com a fertilidade mesmo antes de aí se ter iniciado o culto a Afrodite. A ilha de Chipre era mesmo tida como o local de nascimento desta deusa, numa praia  poucos quilómetros de Paphos, tendo o seu templo sido erguido o século XII a.C.

 

Igreja do São Miguel Arcanjo em Pedoulas, Troodos, ChipreIgrejas pintadas da região de Troodos; Património da Humanidade no Chipre

As 10 igrejas de Troodos classificadas pela UNESCO encontram-se nas montanhas com o mesmo nome no interior da ilha.

Aí, protegido naturalmente dos ataques muçulmanos encontra-se um dos maiores e mais bem conservados grupos de igrejas do império Bizantino, que, apesar disso, ficam fora do roteiro da maioria dos turistas.

 

Transportes

Deslocar-se no Chipre pode ser uma dor de cabeça se não tiver carro ou alugar um. Se o seu orçamento o permitir e quiser ter alguma liberdade de movimentos, especialmente na parte sul da ilha, recomendo que alugue carro.

Sempre que preciso de alugar carro uso o site RentalCars.com já que este pesquisa em várias companhias de aluguer de carros e normalmente consegue-se um preço mais barato do que alugando noutro local.

Os transportes públicos são muito reduzidos e aos fins de semana quase inexistentes, mesmo entre as principais cidades! Uma solução (que eu usei) é fazer um misto de autocarro/caminhada/boleia.

Alojamento

Esta é a página que escrevi sobre o hotel em que fiquei em Nicósia, o Tony B&B, um alojamento barato e simples mas muito bem localizado.

Se vai para o Chipre e procura um hotel, recomendo-lhe esta página para fazer a reserva e pesquisa: Hoteis no Chipre. Eu faço quase sempre aqui as minhas reservas e estou satisfeito com a facilidade de pesquisa. Correu sempre tudo bem.

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar