Partilhar facebook twitter google plus

25-07-2008 Ancona (Itália) > Patras (Grécia)

Todos sabemos como pode ser maçador estar horas à espera de um comboio, um autocarro, ou um barco, como foi o meu caso. Em Itália, mesmo que essa espera seja de umas longas 8 horas, vai passar de certeza bem rápido. Qualquer localidade, por muito desinteressante que parece ao inicio, não esconde, antes exibe toda a sua riqueza.  Ancona, uma cidade portuária Já no tempo dos Romanos é hoje vista como um dos pontos de passagem possíveis para quem viaja de ferry para a Grécia.

Praça de S. Francisco

Praça de S. Francisco

Ruela de Ancona

Ruela de Ancona

Porto de Ancona

Porto de Ancona

Pormenor da Catedral de Ancona

Pormenor da Catedral de Ancona

Olhando o horizonte à espera do barco

Olhando o horizonte à espera do barco

Depois de almoço avistei ao longe um barco, que só podia ser o que me ia levar à Grécia.

E ai vem ele

E aí vem ele

Ancona

Pelas 4 da tarde era hora de partir.

Comprei um bilhete de Deck, a classe mais baixa, que apenas me garantia entrada no barco, para uma viagem de 20 horas. Nunca tinha feito uma viagem “grande” de barco. Para primeira vez, a tripulação não podia dar pior ideia dos homens do mar, em especial dos gregos. Apanhei o que de mais antipático que pode haver à face da água. Não fosse eu uma pessoa calma e acho que tinham havido confrontos físicos naquele barco. E não sou só eu a queixar-me…

A inicio, quando entrei no barco esta a espera de apanhar uma grande seca, mas há dias de sorte. Felizmente que sou português e posso orgulhosamente, e em qualquer parte do mundo mostrar a minha nacionalidade. Sempre que saio em viagem para fora do país levo uma bandeira na mochila ou no carro ou onde seja.
Uma hora depois de termos partido apareceu um rapaz, de certeza o único português para além de mim naquele barco, que me identificou logo pela bandeira!
Passamos a noite no confortável chão alcatifado duma sala de convívio.

A minha tralha

A minha tralha

Há bastante gente a viajar nestes barcos em classe deck, e muitos são os que dormem na rua, normalmente gente dos países do leste que já vêm equipados com tendas e grandes colchões insufláveis.

Colhão Insuflável

Clique aqui para ver os outros dias desta viagem

  • ROGERIO

    BOM DIA.

    NÃO HA QUE SE PREOCUPAR. A VIAGEM E BOA. O NAVIO E MUITO BOM. O CAFE E POR VOLTA DE 10 EUROS. A TRIPULAÇÃO NÃO É IGUAL A DE UM NAVIO DE CRUZEIRO.
    A GRÉCIA É MUITO BONITA. ATNEAS NEM SE FALA.

    BOA VIAGEM

  • http://dobrarfronteiras.wordpress.com/ David S R Santos

    Oi, se tem cabine, tudo bem ninguém a vai fazer dormir no chão. Só me queixo que a tripulação é um pouco mal educada, e nada atenciosa para com os passageiros.

  • danielle

    Nossa! gente vcs estao me assustando, vou fazer a mesma viagem, mas o meu esta incluido cabine mesno o cafe da manha, como será que é?

  • Rogério Diniz

    boa tarde.
    me chamo Rogerio Diniz.
    Fiz, no mes de Janeiro/09 viagem à Grécia – Porto de Igumenitsa, partindo do Porto de Ancona.
    A mesma impressão tive dos “tripulantes”. Todavia não fiquei na Sala de descanso.

    Muito legal a foto da escadaria. Essa eu não tirei.

    No mais, um abraço